Eu só queria que você voltasse para casa

homem andando na rua

[Você pode – e deveria – ler esse texto ao som de Flesh and Bone]

Eu já sabia que a gente não ia dar certo. Depois de todas as tentativas eu já sabia. Mas eu insistia porque dentro de mim eu queria estar errada. Mesmo com o mundo todo me apontando os vários motivos, mesmo com as quantidades incontáveis de noites em claro, eu queria estar errada porque eu queria ter você.

Você podia não ser a pessoa perfeita e eu podia saber de todos aqueles seus defeitos, saber que existiam infinitos outros que viriam, mas eu estava sempre em busca do seu melhor. Eu queria todos os seus sorrisos mesmo que por causa deles eu tivesse que enfrentar todas aquelas noites frias que eu enfrentei. A chuva, o trânsito. É incrível como nada podia fazer com que eu parasse. Nem mesmo você poderia estragar a imagem que eu formei de nós dois juntos. Você era e sempre foi o homem que eu queria encontrar quando chegasse em casa, que iria me acompanhar na bebedeira, que iria dançar comigo e me ajudar a encontrar o caminho de casa. Mas você não foi, e não adianta colocar a culpa no timing, na astrologia ou na garota nova que apareceu. O universo não tem culpa nenhuma, nem nossos pais, nem aquela nossa briga.

Dia desses eu li o seu-omeu-onosso signo e pontuei: A gente não ia dar certo mesmo. Mas eu estava errada, a culpa não foi porque eu nasci em outubro e você em maio. Não foi porque você é instável e eu preciso de segurança. Não é porque eu sou de libra e você é de gêmeos. Poderia ter sido com outros signos, em outros momentos das nossas vidas, poderia ter sido com a garota mais linda da sua escola ou com o nerd babaca do meu trabalho. Mas não foi. Foi com a gente. E agora, terminou.

Não tem mais eu-você e nossa história confusa. Não tem mais texto meu e não tem mais ninguém escrevendo sobre você. O trânsito se dissipou, levou embora o sorriso dos sorrisos, a incerteza, a euforia dos teus dedos passeando pelas minhas costas. Deixou por aqui as lembranças dos copos quebrados, das portas batidas, do meu coração partido quando você não olhou para trás.

A gente poderia ter tentado mais uma vez, como tentamos tantas outras, mas desta vez você se foi, e eu sei que não vai mais voltar.

E eu sei disso, assim como sabia que a gente nunca iria dar certo, mas eu não queria que fosse assim, porque no fundo eu queria mesmo, era ter você.

“And I am more than this frame, i feel hurt and I feel shame, i just wish you would feel the same, and I am more than these bones, i feel love, i feel alone, i just wish you would come home”

tathi

Você passou, amor.

tumblr_lofz2aZkNL1qgnw0wo1_500_large

[Você pode ler esse texto ao som de Good Thing – Sam Smith]

Te escrevi uma vez que a cama ficava fria sem você e que isso me incomodava quase tanto quanto a sua escolha de ir. Te disse num dia que você era o único calor capaz de me tirar de casa num domingo antes das 10h da manhã. Te contei meus medos e aquela vontade de ter teu peito como travesseiro pra sempre. Mas passou, amor. Passou e eu não guardo ódio de ti aqui, apesar de ainda não entender o que aconteceu pra você desistir de nós daquele jeito.
Você passou, meu bem. Como passa qualquer chuva de verão. Por mais insistente que tenha sido tua chuva nos meus dias, e por mais bonito que tenha sido. Você passou e hoje o dia ta tão lindo que não da pra ficar presa no que a chuva me causou ontem. Você passou e a pessoa que eu era perto de você não era mesmo eu. A culpa nem é tua, moreno. Eu é que achei que se me transformasse um cado numa dessas gurias simples ia te fazer ficar. Mas não era eu, porque eu sou tempestade, meu bem. Eu sou inteira confusão e grito incertezas por ai. Eu gosto mesmo de jazz & blues na quinta e no sábado funk carioca.
Você passou e to tão bem só comigo, a cama tem mais espaço e meus livros finalmente tem páginas marcadas de café e uma tarde só pra eles. Você passou e agora ta tudo mais a minha cara, pintei as paredes de um amarelo vivo e decorei com todas as músicas e filmes que gosto, sem medo de você achar tudo colorido demais quando chegar. Apesar de toda dor que ficou quando você foi sem nem se despedir, com um volto amanhã que nunca foi verdade, apesar de ter gostado tanto de você e ter desistido de entender como era possível, você passou. Passou e eu só guardo carinho, de tudo que a gente viveu e dividiu, do sexo e do abraço. Mas já foi, não quero ligar o repeat.
Você passou e depois de tanto tempo percebi que eu posso até gostar do verão, mas minha estação favorita ainda é o inverno. Você passou e notou isso no nosso último esbarrão por ai, disse que eu tava diferente, mais vibrante e feliz. É porque você passou e aqui dentro tudo ficou mais eu depois, ta tudo mais colorido e com um disco novo tocando.

Você passou e a minha vida ta aproveitando cada estação como se deve.

dani

Aos mestres, com carinho!

“Me lembro de boa parte dos meus professores, vez ou outra encontro algum, a maioria pergunta da vida, da faculdade e diz alguma coisa que te lembre dos tempos de escola. É engraçado como pessoas que passam apenas um cado de tempo na sua vida, conseguem ser agentes transformadores pela vida toda.

Acho que a verdade é que essa é uma das profissões mais especiais do mundo, pensa, uma profissão é responsável por formar todas as outras. É claro que nem todos são bons, a gente sabe, mas acho que tive sorte nessa vida. Uns eu gostava mais que outros, uns ensinavam matérias meio chatas mas as faziam serem incríveis e outros eu tenho um carinho e amizade incrível. Uns não eram “formados”, como o de desenho, o de vôlei, mas também exercem essa profissão com honra.

Lembro bem, com um cado de amor maior, da escola de ensino médio, não só pelos bons amigos que mantenho até hoje, mas pelos mestres e pelo que me ensinaram. Foi ali que decidi estudar comunicação. Lembro dos Saraus, Imersões e tantas outras coisas que nos deixavam sair dos padrões comuns de ensino, mas que nunca deixaram de transmitir algo.

Hoje, na faculdade, tenho mestres e amigos. Porque se esforçam em passar mais que o conteúdo didático, e alguns ainda me enchem de carinho, atenção e confiança. Tenho amigos que serão mestres e que tenho certeza, exercerão esse ofício com amor, carinho e honra.

Parabéns à todos que de alguma forma, tem o dom de transmitir conhecimento, os admiro e aplaudo, porque não é fácil, nunca foi e nunca o será, mas talvez, num futuro não tão distante, espero, vocês sejam reconhecidos e honrados como merecem.

E obrigado!”

– Daniele

“A cada novo degrau da escada do conhecimento, agradeço aos professores da minha jornada acadêmica. De certa forma contribuíram para meu desenvolvimento desde pequeno, ensinando-me a ler e escrever, acredito que essa escada do conhecimento nunca tem fim, que os professores tem o dom de ensinar, repassar conhecimentos ao próximo, e que às vezes trabalham nos finais de semana corrigindo trabalhos e provas. São poucas as pessoas que dão o verdadeiro valor aqueles que tem paciência e esforço para trabalhar nessa área, da qual não são valorizados.

Me lembro da minha professora da 4º serie do ensino fundamental, que por acaso hoje é minha cliente onde trabalho. Suas aulas tiveram uma grande importância na minha adolescência, todas quartas-feiras, os alunos da minha sala tinham que trazer uma notícia do jornal ou revista para debate em sala de aula, ali já se formavam cidadãos formadores de opiniões. Confesso que no começo achava um saco essa aula, mas depois fui gostando cada vez mais. Lembro-me também do sarau organizado por está mesma professora, eu era o primeiro a recitar um poema de Carlos Drummond de Andrade em meio ao público, sua alegria era constante em ver seus alunos participando disto. Até hoje o carinho dela por seus alunos é grande, quando me vê, corre para me abraçar e fazer cafuné, fico lisonjeado com tanto afeto.

Hoje é dia de comemorar o seu dia, Professores e Professoras, mas lembrando que todos os outros dias do ano vocês estão presentes em nossa vida. Serei eternamente grato por todo tempo, toda paciência e dedicação ao seus alunos. Obrigado!”

– Moacir

“Professores, não deu tempo de fazer o post, posso entregar amanhã?

Obrigada à todos por tudo que me ensinaram na vida.”

– Tathi

Quando quiser, deixe estar

tumblr_lfcee3DxVg1qcbx4yo1_500_large

[Você pode ler ao som de Scracho – Incompleto]

Diz pra mim que você esta cansada dessa rotina, que às vezes ou quase sempre nos tira do sério, que não aguenta mais todo esse barulho da cidade, que tem vontade de sumir. Podemos montar um roteiro e viajar, conhecer novos lugares, pessoas e suas tradições, ir para o meio do mato, viver em alguma tribo ou dormir em barraca, tentar sobreviver de coisas saudáveis, comer folhas e legumes, cuidar do nosso próprio alimento, enquanto você cuida do jardim eu fico responsável pela caça. Mas também pode ser aquela casa na praia que tanto sonhávamos, acordar e caminhar descalços pela areia, à noite sentar em volta da fogueira, ver as estrelas caindo e ficar horas observando o céu e a lua. Posso até aprender a tocar suas músicas prediletas no violão. Prometo lavar a louça, aprendi a cozinhar algumas coisas também, e se for preciso faço massagem, sem você ficar me pedindo. E prometo também não mais ficar te irritando à toa, nem fica fazendo brincadeirinhas sem graças, nem fica pedindo por sexo a todo instante. Podemos também sair de carro por ai ouvindo alguma música no último volume, mexendo com as pessoas na rua, gritando e rindo sem ter fim. Se quiser podemos visitar aquela sua tia que manja dos bolos e doces, eu fico com a parte de lavar a louça, guardar tudinho e ainda faço o esforço de dormir após as refeições. Podemos passar uma tarde inteira no shopping vendo vitrines – não ficarei irritado mais, você pode pedir quantas vezes quiser, provar centenas de sapatos, mesmo sabendo que é difícil encontrar algum par de sapatos novos que não machuque seus lindos e delicados pés. Mas também não quero ser um grude, aquele cara chiclete que não desgruda um minuto sequer, deixo você ficar sozinha quando quiser, não quero invadir seu espaço, sai com as suas amigas, com a sua turma, coloca o papo em dia, vai pra balada, beba, dance com a música que te anime, sorria. Depois da balada sei que estará com fome, pare na feira para comer pastel ou se quiser passe pelo drive- thru e peça um, dois ou quantos lanches forem preciso para matar sua fome. Durma com roupa, esqueça de tirar as meias, assim, quando eu chegar as tiro, te cubro  com o edredom para não passar frio com o ar condicionado ligado. Prometo também não te zoar, porque quando acordar eu sei que vai parecer uma panda, pela maquiagem que borrou. Ao despertar, seu café da manhã estará pronto com tudo que você mais gosta, seu carro estará lavado e todo limpo por dentro, suas coisas estarão um pouco mais organizadas pelo quarto. Você pode escolher em qual destino deseja estar, sei que já é feliz sozinha. Se quer fugir por uns dias, se quer umas férias pra esvaziar a cabeça, você cria o roteiro, você é quem escolhe em qual caminho quer seguir. Todo esse mimo é por você, mas pra isso acontecer, deixe estar, deixe que eu consiga te conquistar e ficar em sua vida, nem que for por um dia, se quiser pelo resto de nossas vidas ou não.

mo