Sobre o dia 16 de Abril de 2014

Oi, gente. E ai, como vocês estão?

Os três babacas aqui andam felizes pra caramba e queríamos compartilhar com vocês o motivo dessa felicidade, mas estávamos tentando separar um tempo bacana pra fazer isso com calma. Bom, como vocês sabem (ou não), somos aspirantes à publicitários (sim, sabemos que seremos pobres e ta tudo bem, gente), mas enfim, vamos lá.

Existe um evento chamado FestVídeo que acontece anualmente e prêmia os melhores do meio publicitário do interior de São Paulo e Minas, enfim, é um evento bem bacana e que tem reconhecimento no mercado, realizado pela APP Ribeirão (Associação dos Profissionais de Propaganda). E nesse ano nós, junto com os dois babacas Luciano e Wesley, inscrevemos um dos nossos trabalhos na categoria Universitário. Foi uma produção bem bacana desde o início, tínhamos um tema complicado de lidar e produzir esse trabalho foi, em resumo, algo incrível.

E então chegou a noite da premiação, dia 16/04/2014 (quarta-feira). Estávamos confiantes, mas nervosos. Quando chegou a hora de anunciar o ganhador nessa categoria o nervosismo já tava maior que qualquer coisa, a ansiedade batendo forte, o frio na barriga e as mãos (dadas) geladas. E no minuto seguinte estávamos lá no palco, recebendo o prêmio OURO e as palmas de profissionais. Pois é, ganhamos.

10275975_698376463556364_5996372300163558323_n

Foi uma noite inesquecível e muito mais do que incrível, uma mistura de realização e perspectiva pro futuro. É muito especial pra gente ter um trabalho reconhecido, um trabalho do qual nos orgulhamos de fazer e de compartilhar. Aproveitamos pra agradecer nossos mestres e principais apoiadores, Fernando Mello, Raquel Lovatti, Carmen Justo e Luciana Avellar, e claro o Raphael Fernandes, com uma atuação brilhante tornou nosso trabalho possível. Modéstia a parte, o vídeo ta bem bacana e acreditamos que a mensagem princípal foi passada da forma que planejamos.

A homofobia é algo mais sério do que muita gente imagina, e é preciso que seja tratada em todos os meios possíveis com a importância que deve, e essa era a nossa idéia lá no começo, mostrar de forma simples e objetiva que as pessoas são livres para serem quem quiserem e principalmente, para amar. Então ta aqui o link do nosso trabalho: SÓ UM MINUTO.

Sem título

Esperamos que vocês gostem, deixem aí nos comentários o que acharam e também vale curtir e compartilhar, se quiserem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s